(12) 3884.6010 (11) 9.5530.1964 reservas@portlouis.com.br

Filtro solar: Você sabe usar?

filtro solar

Saiba tudo sobre o uso do protetor solar

O filtro solar é essencial para manter uma pele bonita e saudável. Mas se engana quem acha que deve usar o protetor só durante o verão. Por isso, é importante esclarecer algumas dúvidas sobre qual produto é mais adequado para cada uso, como e quando aplicar e reaplicar. Confira!

70% dos brasileiros não usam protetor

O filtro solar é um produto com uma presença forte na rotina de cuidados de muitas pessoas, principalmente durante o verão. No entanto, uma pesquisa realizada em 2017 pelo Instituto de Cosmetologia e Ciências da Pele mostrou que 70% dos brasileiros não sabem usar o filtro solar corretamente.

Filtro solar: um produto rodeado de mitos

Ainda há muitas dúvidas e mitos que rodeiam o uso do protetor solar e qual deles é o melhor. Por exemplo, é preciso usar proteção solar mesmo em locais fechados? Já vamos começar respondendo essa: sim! Isso porque a luz visível, vinda de aparelhos eletrônicos, pode acelerar o envelhecimento da pele.

Bronzear gradualmente dura mais?

Outra dúvida perguntada com frequência, principalmente por quem gosta de se bronzear.  Muitas pessoas preferem acelerar o processo de bronzeamento e opta, por não usar o filtro solar, ou aplicam em quantidade menor que a indicada. O atalho para acelerar o bronzeado traz sérios riscos. O ideal é estimular a produção de melanina progressivamente e protegendo a pele, para um bronzeado duradouro e saudável.  O bronzeado dura mais se for gradual e com proteção.

Só adultos precisam de proteção solar?

De forma alguma. A pele das crianças precisa de ainda mais atenção em relação ao filtro solar, por ser mais sensível. Além disso, os efeitos dos raios do sol são cumulativos, então o quanto antes a pessoa se proteger, melhor.

Que protetor solar posso usar?

São tantas opções no mercado que surgem dúvidas na hora de escolher o protetor solar ideal para sua pele. Por isso é fundamental escolher um produto apropriado para o seu tipo de pele. Peles oleosas, por exemplo, devem apostar nos produtos com toque seco para evitar o aspecto brilhoso no rosto. Já as secas podem investir em filtros com toque hidratante.

O protetor solar para o corpo é o mesmo para o rosto?

Apesar de muitas pessoas terem esse hábito, não é recomendado que o mesmo protetor aplicado no corpo seja aplicado no rosto. Isso porque a pele do corpo pode ter características diferentes das do rosto. Então o ideal é utilizar produtos que atendam às necessidades de cada área.

Quanto mais alto o FPS, maior a proteção?

Sim, mas a diferença é muito pequena entre produtos com altos índices de proteção. O que vale, na verdade, é a aplicação correta para ter eficácia. Usar o filtro em quantidade suficiente e reaplicar nos períodos certos faz com que um protetor com FPS 60 funcione do mesmo jeito que um de FPS 90. Os mais altos são indicados só para as peles muito sensíveis.

Os tipos de filtro solar interferem na proteção?

No mercado existem vários tipos de protetor solar. Podemos encontrar em creme, spray, gel, com cor, em óleo, etc. E saber se a aplicação de cada um é eficiente, acaba sendo uma dúvida. Mas, quando aplicados adequadamente, eles funcionam da mesma forma. A espessura do produto na pele deve ser de, no mínimo 1mm e ele deve ser reaplicado a cada duas horas.

Quais as diferenças entre os filtros, físicos e químicos?

A maioria dos protetores é formulada com um mix dos dois. Os agentes físicos (óxido de zinco e dióxido de titânio) fazem uma barreira na pele e são ótimos para quem é muito sensível ao sol ou tem tendência a manchas. Antes, os protetores físicos tinham texturas muito pesadas. Hoje estão mais fluidos. Já os químicos refletem a radiação e impedem sua penetração na pele. A única ressalva é que, na praia, eles precisam ser reaplicados mais vezes do que os físicos e possuem menor eficácia contra o surgimento de manchas e sardas.

É preciso reaplicar o protetor solar a cada 2 horas?

Reaplicar o filtro solar corretamente é essencial para sua eficácia na proteção da pele. Mesmo o protetor resistente à água. Os produtos “resistentes à água” são capazes de resistir a 40 minutos de imersão em água sem alteração de seu FPS. Após esse tempo, ele pode perder até 50% do valor da proteção solar, quando exposto à água, por isso, é importante realizar a reaplicação a cada duas horas, segundo recomendações da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

É preciso usar protetor mesmo se ficar na sombra?

Não dá para dispensá-lo nem mesmo sob o guarda-sol, pois a areia também reflete os raios UV. O protetor solar é necessário em qualquer época do ano, inclusive em dias nublados, já que 80% da radiação ultrapassa as nuvens.

A pele negra é mais resistente ao sol?

Sim, porque possui maior quantidade de melanina. Mas os cuidados devem ser os mesmos que se tem com a pele clara, com a diferença de que o FPS 15, nesses casos, é suficiente.

Excesso de filtro prejudica a produção de vitamina D?

Alguns estudos apontam a redução variável dos níveis de vitamina D nas pessoas que usam protetor solar regularmente, mas não o suficiente para causar sua deficiência. Para produzir a substância, fundamental para o fortalecimento dos dentes e dos ossos, o organismo necessita de uma quantidade muito pequena de radiação: bastam dez minutos de sol nos braços ou nas pernas a cada dois dias para garantir o efeito necessário.

 


Sarita

No description.Please update your profile.

You must be logged in to post a comment

pt Portuguese
X